É época de plantio, faça chuva ou faça sol!

O módulo 5 está em fase de implantação na Fazenda Bom Sucesso, recém adquirida pela Radix, no município de Iracema (Roraima). Com acesso pela RR 325, a área fica a menos de 5km dos módulos 2 e 3, facilitando o compartilhamento de máquinas e implementos. Serão mais de 25 mil árvores plantadas em 40 hectares! O Mogno Africano (Khaya grandifoliola), em espaçamento 4×4, será intercalado com 500 mudas de Castanheira (Bertholletia excelsa), em espaçamento 20×20.

Por que esse espaçamento?

A distância de 4×4 traz conforto para o crescimento das árvores, que não precisam competir para obtenção de luz solar, como acontece em plantios mais densos. Nos módulos anteriores, verificamos que dessa forma as árvores apresentam ótimo crescimento e desenvolvimento e, portanto, o espaçamento maior é recompensando pela produtividade. Após os primeiros anos, quando as copas começarem a se encontrar, será  realizado o desbaste de cerca de 50% do plantio, resultando em um espaçamento final de 6×6.

E a castanheira?

A Radix tem realizado teste de consórcio do Mogno Africano com castanha, cacau, pau de balsa, ipê, jacarandá, aroeira e jatobá. Também já realizamos o plantio de milho, feijão caupi, sorgo e milheto no intervalo entre fileiras, proporcionando adubação verde para o solo, assim como feijão guandu e crotalária. Através desses experimentos, pretende-se verificar quais culturas combinam bem com o Mogno Africano, trazendo benefícios tanto para o manejo quanto para a biodiversidade. A diversificação também é uma estratégia eficiente de mercado, com potencial para gerar dividendos no curto ou médio prazo.

Preparo das mudas

Nossas árvores são propagadas por semente. O preparo começa com a semeadura em bandejas de 128 células, onde as sementes são acondicionadas em substrato feito a partir de uma mistura de compostos orgânicos e enriquecido com fertilizantes. Em seguida, as sementes vão para a casa germinação onde recebem irrigação por 10 a 15 dias, até que liberem a plântula e comecem a enraizar. Quando apresentam 2 pares de folhas são transplantadas para tubetes, contendo substrato com fertilizantes de liberação lenta, e levadas à casa de sombra, onde ficam até estarem fortes para a rustificação. Esse processo é feito para que sejam transplantadas apenas mudas saudáveis, diminuindo desperdício e custos, além de maximizar a utilização do espaço.

O processo de rustificação, ou seja, a adaptação das mudas às oscilações da radiação solar, é de vital importância para se garantir o maior índice de sobrevivência do plantio em campo. Além de sol intenso e vento, as mudas também recebem adubação nitrogenada e outros nutrientes. Nessa etapa, ficam de 1 a 2 meses, algumas até 4 meses ou até o plantio.

Fazemos a seleção das mudas antes de ir a campo, deixando as que apresentam muita tortuosidade ou nó na base. Nas mudas selecionadas para o plantio, são retiradas eventuais folhas secas ou irregulares.

Preparo do solo

O Mogno Africano tem bom desenvolvimento em solos de terra firme, preferencialmente em locais com clima tropical úmido. Entretanto, quando a área está muito compactada, isso impede a retenção da umidade no solo e faz com que a água das chuvas e da irrigação escorram superficialmente, levando consigo os nutrientes. Nesse caso é necessário promover a descompactação do solo nas camadas superficiais da linha de plantio e o estrondamento das camadas inferiores, através de um processo chamado subsolagem florestal. Aproveitamos o processo, que consiste em cortar o solo com uma haste à profundidade média de 60cm, para fazer a adubação de base, depositada a 30cm e cuja dosagem é definida com base na análise de solo. Após demarcação das linhas de plantio, cavamos manualmente os berços para receberem as mudas.

No módulo 5, especificamente, devido à sua fertilidade natural e excelente condição de equilíbrio do solo, optamos por um cultivo mínimo, postergando a aplicação de calcário e incorporação (atividades comuns no preparo da área) para um segundo momento, com melhores condições climáticas. Isso também facilita as demais atividades de plantio por se tratar de solo menos “trabalhado”.

Oferta pública 2021

No próximo ano, 70% dos títulos do módulo 5 serão ofertados. Esse intervalo de tempo acontece porque queremos garantir o sucesso do desempenho das mudas no campo. Mas se você não quiser esperar para investir, a boa notícia é que o módulo 4 já está pronto para capitalização! Em breve lançaremos nova oferta pública de títulos da Fazenda Esperança. Fique de olho nas nossas redes sociais para saber mais. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *