Fatores de Risco Relacionado ao Crowdfunding Florestal

Assim como qualquer outro investimento, investir no Crowdfuding da Radix possui riscos.

Esta sessão informa os fatores de risco do nosso investimento e o que fazemos para controlá-los. Leia com atenção e qualquer dúvida entre em contato conosco.

Fatores de risco:

a) Incêndios Florestais: este é considerado o maior risco operacional que o manejo florestal apresenta. Um incêndio no módulo florestal, objeto do contrato de investimento coletivo, pode afetar o módulo de forma parcial, ou ainda em sua totalidade, o que acarretaria perda total do valor investido. Para mitigar esse risco ações de prevenção e combate a incêndio são aplicadas, tais como: manutenção de aceiros e vegetação rasteira de forma a evitar o início e a propagação de incêndios; estrutura de combate a incêndio; treinamento para execução de protocolos de ação no combate a incêndio;
b) Doenças e Pragas: Apesar de as espécies plantadas no módulo florestal, objeto do contrato de investimento coletivo, serem mais resistentes a doenças e pragas, há o risco de incidência desse tipo de ocorrência, a qual pode afetar o módulo florestal de maneira significativa causando deformidades externas ou internas, tortuosidades indesejadas, baixo desenvolvimento da altura e/ou do diâmetro e até mesmo a morte da árvore. Dessa forma o investidor poderá ter um retorno financeiro aquém do esperado ou até mesmo não recuperar os valores aportados, no vencimento do contrato. Como forma de gerir esse risco é feito o monitoramento constante do plantio de modo a identificar as pragas e doenças com a antecedência necessária ao efetivo combate. No mesmo sentido, na escolha e seleção da empresa que prestou assessoria e o fornecimento das mudas foi escolhida aquela que possuía um viveiro de qualidade de modo a evitar a incidência desses riscos;
c) Eventos Climáticos: A insuficiência de precipitação pluviométrica ou a grande quantidade de rajadas de vento pode afetar parcialmente a produtividade da floresta manejada, fazendo com que essa não se desenvolva de maneira adequada e assim não atinja a produção volumétrica esperada. Consequentemente o retorno financeiro ao final do contrato pode ficar prejudicado, frustrando as expectativas de retorno do investidor. Desta feita, como gestão desse risco, a análise florestal e o planejamento operacional da floresta já permitiu a escolha de uma área estratégica com o intuito de mitigar os efeitos da seca, desta forma a plantação conta com farta disponibilidade de água e processos definidos para se realizar irrigação de salvamento, caso necessária. Além disso, com a seleção de espécies diferentes do Mogno Africano há o contrabalanceamento da perda de produtividade durante a estiagem;

d) Desenvolvimento florestal abaixo da expectativa e perda elevada de árvores: Apesar da expectativa conservadora de desenvolvimento da floresta (IMA de 2cm) e da taxa de perda das árvores (5% nos 12 primeiros anos e mais 5% nos 6 anos seguintes), não se pode descartar um crescimento aquém dessa expectativa, bem como uma taxa mais elevada de perda. Como o resultado financeiro do investimento está diretamente relacionado ao desenvolvimento da floresta, o retorno para o investidor pode, nesse caso, ficar abaixo da expectativa. Isso pode acontecer por diversos motivos, como alterações no clima ou limitações do solo não detectadas na análise laboratorial inicial, principalmente porque estamos lidando com uma cultura de longo prazo. Desta feita, como gestão desse risco, além das medidas de tratamento e controle dos riscos que afetam a produtividade elencados acima, haverá um acompanhamento periódico da floresta com inventários e análises constantes de solo e foliares;

e) Mudança mercadológica: A relação da oferta e demanda desse ativo florestal pode mudar ao longo dos anos, o que pode influenciar positivamente, mas também negativamente no preço final de venda. No mesmo sentido esse preço pode ser afetado pela orientação dos mercados consumidores bem como pela elevação de custo de mão de obra para beneficiamento da madeira e transporte em distâncias longas, o que favorece o consumo daquelas florestas que se encontram nas regiões do mercado consumidor. Diante desse cenário, o investidor poderá ter um retorno abaixo de sua expectativa.

f) Baixa Liquidez: Por se tratarem de valores mobiliários não usuais, os contratos de investimento coletivo possuem baixa liquidez no mercado. Por ainda não existir um mercado secundário organizado e regulamentado para a negociação destes títulos, a venda dos mesmos somente poderá ocorrer de forma privada, o que dificulta uma eventual recuperação do valor investido antes do vencimento do título.

g) Insegurança jurídica: A mudança na orientação político-governamental pode afetar de forma significativa as legislações ambientais, imobiliárias e fundiárias, o que pode afetar o manejo, exploração e comercialização da floresta. Desta forma, como forma de mitigar esse risco, a Emissora mantém suas atividades operacionais em estrita consonância com a legislação, bem como manter os registros fiscais, contábeis e documentais em conformidade. Além disso, está atenta a eventuais alterações legislativas ou normativas com vistas a defender os interesses dos investidores em audiências públicas;

Por fim, é importante destacar que investimentos como o Tesouro Direto, Fundos de Investimento, Ações ou até os tradicionais investimentos em imóveis também possuem riscos. Outro ponto de atenção é o destaque de que a Radix é a maior interessada em controlar os riscos supracitados, o que aumenta ainda mais sua própria rentabilidade.

Clique aqui e cadastre-se para receber as informações da próxima oferta pública de títulos.

Por Que
investir em Florestas ?

Investir em florestas é contribuir com o meio ambiente e ainda ser remunerado por isso. É auxiliar na redução do aquecimento global, é preservar florestas nativas, é contribuir com as...

[Cadastre-se]

Cadastre-se
para saber mais informações

Faça do tempo seu aliado e não seu inimigo.

Converse conosco

Contato

Endereço
SCN Qd. 02, Bloco A, nº 190, Sala 502,
parte J-2, Brasília/DF
CEP: 70712-900

Telefone
(61) 3468-8059
(61) 99143-8060

Email
contato@radixflorestal.com.br

Instagram